home

Adepar√° apreende 100 litros de polpa de aça√≠ clandestina em Monte Alegre

O produto não possuia selo de produto artesanal, indicando a origem ou qualquer outra documentação que pudesse comprovar onde foi fabricado

Por Redação/Diário do Tapajós em 02/07/2024 às 17:22:02

Durante uma fiscalização de rotina no Posto de Fiscalização Agropecu√°ria de Monte Alegre, no Baixo Amazonas, fiscais agropecu√°rios da Ag√™ncia de Defesa Agropecu√°ria do Estado do Par√° (Adepar√°) apreenderam 100 litros de polpa de açaí sem registro sanit√°rio.

A apreensão ocorreu no Terminal Hidrovi√°rio do município. A carga foi encontrada em uma embarcação que faz linha Belém-Manaus. O produto não possuia selo de produto artesanal, indicando a origem ou qualquer outra documentação que pudesse comprovar onde foi fabricado.

A equipe de plantão cumpriu o que preconiza a legislação vigente que trata de produtos impróprios ao consumo humano e lavrou termo de fiscalização, termo de inutilização, além de auto de infração para a embarcação e apreensão da carga e inutilização no aterro sanit√°rio municipal de Monte Alegre.

A Adepar√° atua diretamente na inspeção de produtos artesanais de origem vegetal realizando fiscalização, inspeção e controle de agroindústrias de polpa de frutas. O trabalho consiste em orientações e vistorias para a implementação dos estabelecimentos e regulamentação desses locais para que eles possam atuar de acordo com as normas higi√™nico sanit√°rias.

De acordo com o fiscal agropecu√°rio Nelson Leite, respons√°vel pela Ger√™ncia de Produtos Artesanais de Origem Vegetal (GPAOV), o consumidor deve sempre verificar se os produtos possuem o selo de inspeção, um indicativo de que houve o cumprimento de boas pr√°ticas de fabricação, que asseguram que o produto foi produzido de acordo com os padrões de qualidade exigidos pelos órgãos de fiscalização.

Segundo o gerente, as ações de fiscalização do trânsito agropecu√°rio realizadas pela Ag√™ncia de Defesa são fundamentais para combater o comércio clandestino de polpas de frutas que coloca em risco à saúde da população. "O combate à produção clandestina de polpa de frutas é uma segurança ao consumidor e protege contra pr√°ticas ilegais e de risco de contaminação alimentar, além de promover a concorr√™ncia leal", enfatizou.

Fonte: Agência Pará

Comunicar erro

Coment√°rios